Sobre o Museu

O Museu do Diamante foi criado juntamente com a Biblioteca Antônio Torres, em 12 de abril de 1954, através da Lei Nº 2.200, pelo Presidente Getúlio Vargas, com projeto do então Deputado Juscelino Kubitschek de Oliveira. É vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus e o seu acervo museológico é composto de acessórios de armaria, armas, equipamento de defesa, construções artísticas, estampas, pinturas, esculturas, objetos pecuniários, acessórios de interior, condicionador de temperatura, equipamentos de artes de espetáculos, de artistas, artesãos, de fiação e tecelagem, de mineração, instrumentos musicais, maquinaria, petrechos de pesca, objetos cerimoniais, comemorativos, de culto e funerário, equipamento de comunicação escrita, transporte, acessórios de indumentárias, artigos de tabagismo, toalete, adorno, objetos de devoção pessoal, instrumento de auto penitência e castigo.
O acervo fotográfico é composto de fotografias de personalidades de Diamantina, ruas casas e monumentos da cidade, e sobre mineração e garimpo na região.

Horário de atendimento ao público para visitação: 
de 3ª feira à sábado: das 10:00h às 17h:00 e domingos e feriados: de 09h:00 às 13h:00. Às 2ª feiras o museu é fechado para manutenção.

Horário de funcionamento da administração: 
de 2ª feira a 6ª feira: de 09:00h às 12:00h e de 13:00h às 18:00h.